SEXO ANAL

[Uma Novela Marrom]


se2

Em "Sexo Anal - Uma novela marrom" uma jornalista descobre as delícias do sexo anal ao mesmo tempo em que é escalada para cobrir - junto a um jornalista policial experiente - um crime bárbaro de estupro e morte. Em paralelo, seu namoro vai mal por conta do assédio de um médico bem-sucedido. Seu namorado conhece uma garota virgem de 23 anos que sofreu um abuso sexual na pré-adolescência e se interessa por ela. Uma homossexual, amiga de faculdade da jornalista - e apaixonada por ela -, faz de tudo para afastar os dois. O livro procura aproximar do romance da ideia de "jornalismo marrom" que explora a violência e o sexo, do romance formal.

se3

E-book brasileiro com mais de 20.000 downloadas, Sexo Anal teve uma edição comemorativa em versão pocket lançada pela Editora OsViraLata em 2006.

A história desse livro, que foi rejeitado por 16 editoras, pode ser conferida aqui.

Acesse a página do livro no Skoob clicando aqui.

“Sexo Anal” é uma das três novelas contidas no volume “A Comédia Mundana”, lançado pela Língua Geral em 2013.


CONHEÇA MAIS SOBRE O LIVRO

se1

Orelha da edição do autor, escrita pelo mestre Idelber Avelar

Leia a reportagem de Gustavo Brigatti publicada no Jornal TodoDia (região de Campinas, SP) de 20/10/2005 clicando aqui.

Leia crítica de André Luis Mansur publicada no jornal O Globo de 11/11/2007 clicando aqui (arquivo em pdf).

Leia texto de Luiz Biajoni sobre a criação do livro clicando aqui (contém spoilers).

Leia a história de Luiz Biajoni e o livro, por Calito Amaral, clicando aqui.

Sexo Anal é recomendado pela colunista da Folha de São Paulo, Raquel Cozer. Clique aqui.

SEXO ANAL POR:

Uma busca pelo Google mostra mais de 2.000 citações ao livro, abaixo algumas pessoas que falaram sobre ele:


Sexo Anal por Marcel Monteiro

Sexo Anal por Alex Castro

Sexo Anal por Idelber Avelar

Sexo Anal por Pedro Novaes

Sexo Anal por Andrada

Sexo Anal por Julio César Corrêa

Sexo Anal por Marcos Vasconcelos

Sexo Anal por Luana Chnaiderman

voltar

Sexo Anal por Daniel Seda

Sexo Anal por Juliana Dacoregio

Sexo Anal por Juliano Schiavo

Sexo Anal por Fábio Shiraga

Sexo Anal por Vanessa Rodrigues

Sexo Anal por Rayssa Galvão

Sexo Anal por Taize Odelli

Sexo Anal por Janaina Rochido

Sexo Anal por Milton Ribeiro

Sexo Anal por Princesa da Lua

Sexo Anal por Fabíola Paschoal

Sexo Anal por Leandro Faria

Sexo Anal por Beattrice

Sexo Anal por Cristiano Carvalho

Sexo Anal por Daniel Bender


BUCETA

[Uma Novela Cor de Rosa]


bu2

buc3

buc4

A sequência de “Sexo Anal” é uma aventura policial com travestis. Teve uma única edição de 250 exemplares pela Editora OsViraLata que, na sequência, fechou. A apresentação abaixo é de Pedro Doria.

"É: o título chama logo a atenção. O Bia tem jeito para isso. Talvez jeito não seja bem a palavra. É falta de vergonha na cara, mesmo. Tasca esses títulos, Sexo Anal – seu primeiro -, agora Buceta, sabe que vai arrancar um sorriso capcioso do leitor logo assim, na capa. Mesmo que não o convença da compra, vai fazê-lo piscar. Cogitar. Não sou eu quem vai lhe estragar a surpresa, leitor. Mas a buceta do título não é exatamente aquela. Quer dizer: é. Mas não é exatamente. Esse é um mérito do Bia. Como nos melhores romances policiais, nada é nunca exatamente o que parece ser. Mas há mais do que isso. Depois de algumas páginas, o cenário começa a se destacar. Leitor, prepare-se para mergulhar nesse mundo promíscuo, cínico, corrupto, às vezes nojento mas também incrivelmente ingênuo que é o do Brasil do interior. Não o Brasil rural: mas o Brasil das médias cidades, aquelas em que todos se conhecem de vista. Ou, ao menos, imaginam se conhecer. O Bia conhece esse Brasil no qual vivem a maioria dos brasileiros, segundo o IBGE. Sente-lhe a pulsação. Conhece suas manhas. Somos, todos, um pouco personagens do Bia. E por mais abjetos que sejam eles todos, os personagens, no fundo, no fundo, dá uma vontade de perdoar-lhes quase todos por seus pecadilhos. Quase todos. O Bia é um otimista. Se ele estiver certo, de perto não somos lá muito bonitos. Mas temos salvação. Não há escritor no Brasil de hoje que descreva este lado do país como Luiz Biajoni."

Acesse a página do livro no Skoob clicando aqui.

Leia trecho inicial de Buceta clicando aqui.

“Buceta” é uma das três novelas contidas no volume “A Comédia Mundana”, lançado pela Língua Geral em 2013.


O QUE FALARAM DO LIVRO:

buc1

Buceta por Rafael Galvão

Buceta por Juliana Dacoregio

Buceta por Zilda Peixoto

Buceta por Alex Castro

Buceta por Taize Odelli

Buceta por Pedro Novaes

Buceta por Leandro Faria

Buceta por Vivien Morgato

Buceta em Insights Literários

voltar


BOQUETE

[Uma Novela Vermelha]


bo1

“Boquete” é a finalização da trilogia sacana de Luiz Biajoni. Ela faz parte do volume “A Comédia Mundana – Três Novelas Policiais Sacanas”, lançado em 2013 pela editora Língua Geral com capa do artista Benício da Fonseca.

Em "Boquete" temos o filho de um casal de pastores evangélicos que precisa se casar por pressão dos pais, mas a garota precisa ser virgem. Homossexual e cocainômano, perto dos 50 anos, ele escolhe uma garota de 17 que ele acredita ser virgem. Ao mesmo tempo, conhece e se apaixona por Vermelho, um ex-presidiário com alto Q.I., gerente de uma casa de prostituição, que odeia o jornalista Geraldo Assis. Assis está preso a uma cadeira de rodas, muito debilitado, em decorrência de um tiro que tomou na cabeça. Ele começa um tratamento revolucionário enquanto começa a investigação da relação entre a casa de prostituição, a igreja evangélica e o tráfico de drogas na cidade.

voltar


ELVIS E MADONA

[Uma Novela Lilás]


elvis1

O cineasta Marcelo Laffitte convidou Luiz Biajoni para romancear seu argumento e roteiro (vencedor do Festival de Cinema do Rio de Janeiro/2010). Biajoni subverteu a história, transformando num romance policial a história de amizade e amor entre um travesti e uma lésbica em Copacabana. O filme tem Igor Cotrim, Simone Spoladore, Maitê Proença, Buza Ferraz, José Wilker e grande elenco. O livro vem ganhando grande destaque na mídia.

“Elvis & Madona – Uma Novela Lilás” foi lançado pela Editora Língua Geral http://www.linguageral.com.br/elvis-madona-luiz-biajoni/

Aqui você acessa a Loja Virtual do Filme, onde também pode comprar o livro. http://loja.elvisemadona.com.br/


> Trailer do filme no YouTube:

elvis2

> Elvis e Madona no Skoob


CONHEÇA MAIS SOBRE O LIVRO

elvis3

Aqui, a orelha do livro, por Marcelo Laffitte.

Aqui a contracapa do livro.

Aqui, um texto de Biajoni falando sobre a adaptação.

Leia a resenha sobre o livro publicada no Jornal Rascunho clicando aqui.

Matéria sobre a adaptação no G1

Entrevista sobre o livro na CBN Campinas

Entrevista com Biajoni no Papo de Homem

Elvis & Madona na lista de melhores de 2010 de Maurício Angelo no Scream & Yell

Elvis & Madona no Diário do Nordeste

ELVIS E MADONA POR:


Elvis & Madona por Juliana Dacoregio

Elvis & Madona por Taize Odelli

Elvis & Madona por Mauricio Angelo

Elvis & Madona por Alex Castro

Elvis & Madona por Janaina Rochido

Elvis & Madona por Leandro Faria

Elvis & Madona por Helen Quintans

Elvis & Madona por Cátia

voltar

Elvis & Madona por Daniela

Elvis & Madona por William

elvis4


VIRGÍNIA BERLIM

[Uma Experiência]


capa_virg

virginia4

A pequena editora paulistana OsViraLata decidiu publicar esse pequeno livro de Biajoni, quase um conto, que é uma experiência sensorial, já que deve ser lido acompanhado de um CD com músicas escolhidas pelo autor como “trilha sonora”. A edição de 250 exemplares esgotou-se rapidamente e não há previsão de nova edição, já que a editora fechou. Assim, o livro tornou-se cult e raro. A história gira em torno de dois colegas de escritório que vivem um rápido caso. Ele sofre um acidente doméstico e é obrigado e ficar uns dias dentro do apartamento, sem poder sair. Ela vai visita-lo.

O livro acompanha um CD e traz as letras das músicas com tradução de Fábio Shiraga.

Saiba quais as músicas do CD clicando aqui (arquivo em pdf).

Acesse a página do livro no Skoob clicando aqui.

> Trailer do livro no YouTube:


SOBRE O LIVRO

virginia2

Virgínia Berlim na Tribuna da Imprensa, RJ - aqui.

Prefácio de Virgínia Berlim por Alex Castro - aqui.

Virgínia Berlim na Lista de Melhores do ano de 2007 de Alexandre Inagaki, confira aqui.

Uma poesia de Thiago Neloah para Virgínia Berlim - aqui.

O QUE FALARAM SOBRE O LIVRO:


Virgínia Berlim por Jussara Soares

Virgínia Berlim por Felipe de Amorim

Virgínia Berlim por Vivien Morgato

Virgínia Berlim por Lucia Malla

Virgínia Berlim por Luana Chnaiderman

Virgínia Berlim por Marcos Donizetti

Virgínia Berlim por Idelber Avelar

Virgínia Berlim por Gustavo Brigatti

Virgínia Berlim por Rafael Reinehr

Virgínia Berlim por Helder da Rocha

Virgínia Berlim por Taize Odelli

Virgínia Berlim por Beth S

Virgínia Berlim por Olivia Maia

voltar

virginia3

Virgínia Berlim por Claudia Lyra

Virgínia Berlim por Milton Ribeiro

Virgínia Berlim por Pedro Novaes

Virgínia Berlim por Paulo Silas

Virgínia Berlim por Marcos Vasconcelos

Virgínia Berlim por Paulo Correa

Virgínia Berlim por Emanuel Campos

Virgínia Berlim por Pedro Vieira

Virgínia Berlim por Pedro Fraga

Virgínia Berlim por Sandra Pontes

Virgínia Berlim por Dre Nobre

Virgínia Berlim por Fábio Shiraga


O AUTOR


Image

Image

Luiz Biajoni nasceu em Americana, SP, em 1970. É casado e tem três filhos. Trabalha com jornalismo e assessoria de comunicação.

Contatos com Luiz Biajoni podem ser feitos através do e-mail biajoni@gmail.com

Baixe fotos de Luiz Biajoni em alta definição clicando aqui.

Saiba sobre as novidades da agenda de Luiz Biajoni clicando aqui.

voltar